Tipos de pressão arterial e a hipertensão

A hipertensão arterial é uma doenças cardiovascular e crônica, que chega a atingir mais de 17 milhões de pessoas comente no Brasil. Essa condição acontece quando o sague exerce uma pressão elevada sobre os vasos sanguíneos e o há diversos motivos que podem levar isso a ocorrer.

Contudo, o que muita gente não sabe é que existem dois tipos de pressão arterial e que ambas são consideradas para que haja um diagnóstico de hipertensão.

Apesar disso, cada uma delas tem seu papel nesse problema e é importante entender como cada uma delas influência para o funcionamento do corpo e da circulação sanguínea.

Então, vamos entender quais são os dois tipos de pressão logo a seguir.

Mas antes, o que é a pressão arterial?

Para que o sangue circule pelo corpo, ele precisa ser bombeado pelo coração. Quando isso acontece, ele exerce uma certa pressão sobre as artérias.

Acontece que fatores como o entupimento dos vasos ou até o enrijecimento deles, comum da idade, é algo que pode fazer com que o sangue tenha mais pressão durante a circulação.

Recomendado: A-Cardin é um medicamento natural que pode ajudar quem sofre com hipertensão!

É justamente essa pressão que os vasos sofrem que é aferida para determinar a pressão arterial de um indivíduo.

Quais são os tipos de pressão

A hipertensão é um problema que ainda gera muitas dúvidas, não sendo fácil compreender os pormenores dessa condição que afeta tantas pessoas no mundo.

Para entendê-la, nada melhor do que compreender mais sobre os tipos de pressão, que são a sistólica e a diastólica.

A pressão arterial é medida identificando a intensidade do fluxo sanguíneo enquanto ele é transportado pelas artérias.

As referencias representados por milímetros de mercúrio cúbico (mmHg) e é composto por dois valores, chamados de diastólica e sistólica, que são os dois tipos de pressão.

A sístole é a diástole são dois momentos do ciclo cardíaco. Então, a pressão sistólica é considerada a pressão máxima, fazendo referência ao momento em que o coração faz a contração para empurrar o sangue pelos vasos.

Já a pressão diastólica é a pressão mínima, que ocorre bem no início do ciclo cardíaco, sendo determinada em referência à capacidade de adaptação dos vasos ao volume de sangue o coração bombeou.

É por isso que quando aferimos a pressão, os valores são sempre dois, sendo que a pressão arterial considerada normal é a de 12 por 8.

O que são manchas senis?