Melhores Dicas Para Perder Peso Dançando

Dançar é uma atividade extremamente divertida e que, para muitos, não passa de um hobbie, feito aos finais de semana com amigos na balada.

No entanto, o que a maioria não sabe é que é possível emagrecer dançando e se divertindo, com uma atividade prazerosa e benéfica para a saúde como um todo.

Então, se você está interessado e quer saber um pouquinho mais sobre o assunto, continue lendo e descubra todos os detalhes sobre o assunto a seguir.

E tem outras formas mais rápida de emagrecer, se você não gosta de dançar, saiba que o emagrecedor sibutina funciona mesmo para aquelas pessoas mais paradas que não gosta de fazer exercícios físicos.

É possível emagrecer dançando?

É fato que existem muitas formas de emagrecer com saúde e cada um escolhe aquela que prefere, mas é fato que dançar é uma ótima alternativa para quem quer perder peso.

Mais do que isso, dançar é uma atividade que a maioria das pessoas gosta de fazer naturalmente, movimentando o corpo ao som de algum ritmo interessante.

Sendo assim, uma grande vantagem de escolher a dança para perder peso é que é uma prática prazerosa e isso facilita que seja mantida por mais tempo e na frequência necessária.

O fato é que as atividades físicas em geral promovem no organismo a liberação da serotonina, que é o hormônio do prazer. No entanto, isso só acontece depois de cerca de 20 a 25 minutos de atividade e é o começo que é sempre o mais difícil.

Por isso, fazer uma atividade que você gosta é uma ótima pedida para aumentar a motivação na perda de peso e continuar progredindo no seu processo de emagrecimento.

Então, saiba que é sim possível emagrecer dançando, além de ser uma atividade que ajuda a aumentar o tônus muscular e fortalecer os ossos, queimando caloria e aumentando a resistência.

Dicas de atividade para emagrecer dançando

Se você está mesmo decidido e quer perder peso enquanto dança, veja algumas dicas de atividades que você pode gostar:

  • Ballet fitness

Ajuda na postura e pode ser feito até mesmo por adultos que nunca praticaram. Atualmente existe a modalidade de ballet fitness, que é especialmente voltado para a perda de peso e possibilita gastar cerca de 750 calorias em apenas 30 minutos.

  • Zumba

Uma dança mais livre e divertida, a zumba possibilita perder até 1000 calorias por aula de uma hora, bastando seguir a coreografia e se divertir.

  • Dança do ventre

Pode ser uma atividade envolvente e divertida, que ainda ajudará a despertar sua sensualidade enquanto queima calorias.

  • Samba

Bem brasileira, as aulas de samba também possibilitam queimar calorias ao passo que aprende um novo ritmo, melhora postura e tonifica os músculos.


Sintomas de próstata aumentada

Uma condição que é muito mais comum do que se pensa é a próstata aumentada. No entanto, não é porque se trata de uma condição comum que ela deve ser tratada como normal.

Isso porque a hiperplasia prostática, como o problema é chamado, pode trazer uma série de consequências para a vida de quem apresenta a condição. Com isso, podem se manifestar sintomas bastante desagradáveis e que merecem atenção médica.

Então, se você quer saber um pouco mais sobre os sintomas das próstata aumentada para poder identificar o quadro, continue lendo e vamos ver os detalhes.

O que é a próstata aumentada?

A próstata aumentada, que também é chamada de hiperplasia prostática, é uma condição que, como o nome já sugere, se caracteriza pelo aumento da próstata.

Essa é uma glândula que faz parte do sistema reprodutor masculino e que atua na produção do líquido prostático, que compõe o sêmen.

O fato é que depois de uma certa idade, o aumento dessa glândula é algo considerado comum, ocorrendo com um grande percentual de homens do mundo todo.

No entanto, acontece que a próstata naturalmente tem o tamanho de uma noz e em alguns casos, pode chegar ao tamanho de uma laranja. A consequência é uma série de sintomas bastante desagradáveis.

Além de desagradáveis, esses sintomas podem até evoluir para algo mais sério, sendo necessário estar atento ao problema e usar Prost+ Active um aliado natural que ajuda a prevenir e tratar o problema.

Sintomas da próstata aumentada

Os sintomas da hiperplasia prostática podem variar, tanto de uma pessoa para a outra, quanto de acordo com a intensidade do quadro.

Dito isso, vamos conhecer os principais sintomas da próstata aumentada:

  • Diminuição do fluxo urinário
  • Sensação de esvaziamento incompleto
  • Dificuldade para urinar
  • Interrupção do fluxo urinário depois de já iniciado
  • Necessidade de urinar constantemente
  • Urgência de micção
  • Aumento da frequência de idas ao banheiro para urinar durante a noite
  • Necessidade de fazer algum tipo de esforço para conseguir eliminar a urina

Vale lembrar que uma próstata maior não é um indicativo de que os sintomas são mais intensos, visto que não há essa relação. Um homem que apresenta uma próstata levemente aumentada pode ter sintomas muito mais significativos do que aquele que tem uma próstata já mais aumentada.

O mais importante é sempre procurar um médico especialista e cuidar da saúde para melhorar o funcionamento do organismo e evitar a próstata aumentada!


Vermes, como evitar?

Se você está sentindo alguns desconfortos como diarreia, gases, enjoo, vômitos, dores abdominais, falta de apetite ou fome excessiva, fraqueza, tontura, dificuldade para ganhar peso, existe uma forte probabilidade de que você esteja sendo atacado por vermes parasitas.

Estes são os principais sintomas que esta doença (verminose) causa no seu organismo. por isso, é preciso ficar atento para os sintomas, mas também aprender como evitar vermes para não ter problemas futuros.

Entendendo as verminoses

Os vermes se alojam geralmente nos intestinos e podem atingir crianças e adultos. Ter vermes no seu corpo é bem mais comum do que você possa imaginar.

Os vermes podem achar várias maneiras para entrar no seu corpo e se desenvolverem.

Apesar de parecer uma doença sem importância, alguns especialistas da área afirmam que alguns tipos de parasitas podem evoluir para quadros complicados de alergias e quadro de diarreia que podem evoluir até mesmo para um câncer de estomago ou colón, por isto usar um bom antiparasita como Germitox todos os anos é fundamental.

Por isso é sempre recomendado procurar a orientação médica para que seja indicado os exames e tratamento necessários no seu caso.

Como evitar os vermes

Como já dissemos é muito fácil infectar-se com vermes pois eles estão presentes onde nem imaginamos e é claro, não podemos vê-los.

Alguns exemplos são: as frutas, verduras, legumes, carnes cruas ou mal cozidas (principalmente de gado e porco), sanitários, locais sem higiene, terra e etc.

Além de tudo isto podem, penetrar a nossa pele, geralmente quando tocamos na terra.

Sua transmissão ocorre principalmente em locais que não possuem saneamento básico e os cuidados de higiene são mais precários.

Os vermes possuem 3 ciclos de evolução: ovo, depois larva e a fase final de adulto. É na primeira fase que o parasita infecta a pessoa e o torna seu hospedeiro.

Sendo assim, existem várias maneiras de evitar que os vermes entrem no nosso organismo.

Alguns cuidados simples na rotina do dia a dia podem fazer uma grande diferença, como por exemplo:

  • Lavar muito bem todas as verduras, legumes e frutas na água corrente. É recomendado também que após a lavagem sejam colocadas de molho por aproximadamente 15 minutos, em solução de água com hipoclorito ou vinagre
  • Lavar sempre as mãos, principalmente antes das refeições e após utilizar o sanitários
  • Cozinhar muito bem as carnes
  • Beber água fervida ou filtrada
  • Evitar andar descalço na terra ou lavar bem os pés e as mãos imediatamente após o contato.
  • Realizar exame parasitológico de fezes pelo menos a cada 6 meses.

Pronto, agora você já sabe como evitar os parasitas intestinais que causam verminoses!


Ronco pode causar impotência sexual?

Ouviu dizer que o ronco pode causar impotência sexual e quer saber se isso, realmente, é verdade? Então, confira a resposta aqui, nesse artigo!

Vamos começar esse artigo divulgando o resultado de uma pesquisa realizada no Instituto do Coração do Hospital das Clínicas (Incor) de São Paulo, a qual demonstrou que nada menos que 54% dos adultos brasileiros roncam.

Pois é, e para quem não sabe, muito mais do que ser algo aborrecido para a parceira (o), a apneia do sono, é um distúrbio que pode causar sérios problemas de saúde, desde diabetes, obesidade, hipertensão e…de acordo com a pesquisa,  também pode contribuir para a impotência sexual.

Conteúdo Relacionado: Viagra Naturale

Não esperava por essa, não é mesmo? Então, entenda mais o porquê e a relação entre os dois problemas.

Apneia do sono e a impotência sexual

Muito mais do que ser motivo de briga entre casais, a apneia do sono está na lista dos principais causadores da impotência sexual. E isso se deve ao fato desse distúrbio afetar a oxigenação e, dessa forma, acabar alterando a produção de óxido nítrico, que é um elemento fundamental para a ereção. Na verdade, esse distúrbio fragmenta o sono, o que dificulta que o homem atinja os estágios de sono mais profundos, que são fundamentais para a produção da testosterona.

E não é só isso, a apneia também afeta a circulação sanguínea, que também é fundamental e decisiva para que o órgão masculino funcione normalmente, já que a ereção está diretamente ligada à circulação de sangue nos vasos, por isso, os homens com apneia do sono, acabam sofrendo uma diminuição das taxas de oxigênio no sangue e,  dessa forma, prejudicando a circulação.

Complicações da apneia do sono

E achou que isso era tudo? Pois saiba que a apneia do sono ainda pode trazer outras complicações que também podem causar a impotência sexual, como a obesidade.

Pessoas que sofrem com a apneia do sono, certamente, não possuem uma boa qualidade do sono, o que só colabora para o aumento de peso. E isso porque, fora todo o cansaço e a sonolência diurna, essa má qualidade do sono ainda vai servir para uma baixa liberação de hormônios responsáveis pela saciedade, trazendo a necessidade de se consumir mais alimentos ricos em carboidrato e açúcar, levando ao aumento de peso.

É preciso ter em mente que a obesidade podem trazer uma série de consequências para a vida sexual masculina, já que a testosterona, hormônio fundamental para a ereção, sofre um processo metabólico no tecido que armazena a gordura, diminuindo sua produção e levando à impotência sexual, além da falta de libido.

Como tratar o ronco

Então, certamente, estamos falando aqui daquele ronco alto e persistente, que é um dos sintomas da apneia do sono.

Vale saber que existem muitas causas para a apneia, por isso, é importante buscar a ajuda de um profissional da saúde para obter um diagnóstico preciso e a indicação do tratamento adequado.

Podemos destacar como forma de tratar a apneia do sono, o uso de aparelhos CPAP, sendo mais efetivos, com melhores chances de solucionar o problema.

Esses aparelhos CPAP impedem a obstrução das vias aéreas, enviando fluxo de ar constante. Porém, só um especialista irá definir o melhor tratamento, podendo ainda  serem usados aparelhos como BiPAP e VPAP, caso seja preciso utilizar pressões elevadas.

Enfim, o ronco, quando é apneia do sono,  é sinal de algum problema, além de poder trazer outros, e dentre eles, a impotência sexual, por isso, quanto antes procurar ajuda, melhores chances de recuperar sua saúde e qualidade de vida.


Diferença entre rinite e sinusite

Diminuição do olfato, nariz entupido, coriza e alguns outros sintomas desagradáveis podem ser sintomas de alergia. Mas você sabia dizer se são causados por rinite ou sinusite?

O fato é que é muito comum que haja uma certa confusão entre eles, afinal, podem ser semelhantes em diversos aspectos. Até mesmo os nomes são um pouco parecidos.

Vale lembrar que os “ites” no fim das lavras significam “inflamação” e se aplicam a diversos outros problemas, como tendinite (inflamação dos tendões), bursite (inflamação das bursas) e muitos mais.

No entanto, como essa confusão é algo muito comum, vamos entender um pouco mais qual é a diferença entre rinite e sinusite.

Afinal, qual a diferença entre rinite e sinusite?

Pois bem, de uma forma simples, a rinite é uma inflamação que ocorre na mucosa do nariz. Já a sinusite afeta os seios da face, que ficam nas bochechas, acima dos olhos e entre eles, felizmente com Respilivre é possível tratar ambos de forma 100% natural!

Além de sintomas e nomes parecidos, já outra coisa em comum entre essas duas condições: em ambas, a recomendação é sempre procurar um médico caso os sinais não terminem depois de 5 a 7 dias.

Nesse caso, o mais indicado é procurar um otorrinolaringologista, que é a especialidade médica que pode analisar o caso de forma mais precisa para estabelecer um bom diagnóstico e tratamentos.

Como são condições diferentes, é essencial que o problema seja diagnosticado corretamente. Com isso, é possível evitar o uso desnecessário de corticoides ou de antibióticos.

Vale lembrar que não é incomum que haja uma demora na procura por um médico, mas o alerta é que isso tende a acentuar o quadro.

Mais do que isso, o desvio do septo pode colaborar anda com a hipoventilação. Essa, por sua vez, colabora com aumento da secreção dos seios nasais.

A consequência é que esse acúmulo gera uma predisposição a sinusite crônica e isso sim pode ser um grande problema.

Pior do que isso é quando além de não procurar ajuda médica, o paciente ainda faz uso indiscriminado de sprays nasais que contém corticoides quando se tem desvio de septo.

Isso porque o spray não irá atingir a mucosa em si e sim o desvio, o que pode ser um problema sério, podendo causar até a perfuração do septo.

Pois bem, se sentir os sintomas, procure um médico para ter o diagnóstico correto e as orientações precisas para o tratamento!


Vasinhos podem se transformar em varizes?

Uma das grandes inimigas feminina, as varizes, ainda são alvo de muitas dúvidas, e uma delas é se os vasinhos podem acabar se transformando em varizes. Se essa é sua dúvida também, continue lendo esse artigo.

Primeiramente, é preciso entender que as varizes são aquelas veias superficiais inchadas, deformadas e escuras que, geralmente, surgem nas pernas, causando sintomas como queimação, desconforto, dor, coceira e até feridas na região afetada, se você já sofre com o problema, o Creme Varizero pode ajudar bastante.

Embora qualquer veia do corpo possa se tornar varicosa, na maioria das vezes, as varizes aparecem nos membros inferiores. Então, os vasinhos escuros muito comuns nos pés e nas pernas podem progredir para um quadro de varizes?

Então, é preciso saber que cada caso é um caso, e nem sempre vasinhos progridem para varizes, até porque algumas pessoas podem desenvolver apenas esse vasinhos, jamais evoluindo para varizes, durante a vida inteira, enquanto outras podem, realmente, iniciar o quadro por meio de, quase imperceptíveis,  vasinhos e acabarem desenvolvendo varizes posteriormente.

Ou seja, a evolução, ou não, de vasinhos para varizes, vai depender muito de cada pessoa, de seus hábitos de vida e de sua genética.

Principais fatores de risco para desenvolver varizes

Segundo a Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), embora a hereditariedade seja a principal causa das varizes, ela não é a única, pois outros fatores de risco também podem desencadear o problema, porém, eles podem ser evitados.

Dentre esses outros fatores de risco, podemos citar o tabagismo, sedentarismo e a obesidade, já que o sobrepeso e o enfraquecimento da musculatura, principalmente da panturrilha, provocam uma sobrecarga do sistema venoso, facilitando o surgimento de  problemas de circulação sanguínea.

Pelo fato das varizes serem mais comuns nos membros inferiores, devido à pressão dentro das veias superficiais das pernas quando ficamos em pé, parados ou sentados por um período prolongado, atividades em que a pessoa fique muitas horas em pé, ou tenha que usar constantemente sapato de salto muito alto, diminuindo a mobilidade da panturrilha, acabam prejudicando o retorno do sangue das pernas para o coração.

Como diferenciar os vasinhos das varizes?

De uma forma mais generalizada, os vasinhos, chamados telangiectasias, se localizam nas camadas da pele, e costumam ter cerca de um milímetro de diâmetro. Já, as varizes, se destacam mais visualmente, pois possuem um diâmetro maior que um milímetro, e estão localizadas embaixo da pele.

Na maioria das vezes, a própria pessoa consegue diferenciar um do outro, até mesmo, se guiando pelos sintomas que, no caso das varizes, envolvem queimação, desconforto e dor.

Enfim, tanto um quanto o outro, assim que percebidos, a indicação é procurar um especialista para receber o diagnóstico correto, até porque, nem toda dor na perna significa somente a presença de varizes, podem ser muitos outros problemas. Só um médico poderá avaliar e, então, indicar a melhor forma de tratamento.


8 frutas que deve evitar se quiser perder peso

É comum qualquer dieta para emagrecer propor substituir doces por frutas. Mas será que todas elas estão liberadas para quem quer emagrecer? Existem frutas menos calóricas? Então, vamos falar isso e muito mais nesse artigo, confira!

Que as frutas são super saudáveis e devem fazer parte de qualquer dieta, disso ninguém duvida. Inclusive, de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) todo mundo deve consumir, ao menos, três a cinco frutas por dia.

Mas, não é porque a fruta é saudável que quem quer emagrecer pode comer exageradamente. Aliás, nada em exagero faz bem, nem mesmo frutas, se você é uma pessoa que costuma exagerar na comida, até mesmo nas frutas, então o emagrecedor detona gordura pode ser uma opção para diminuir o apetite exagerado e te fazer perder peso mais rápido.

É preciso adequar a quantidade e tipos de frutas com os objetivos de cada pessoa, existindo uma infinidade de opções para quem quer emagrecer ou controlar o peso.

Benefícios das frutas

São inquestionáveis os benefícios das frutas, que são ricas em vitaminas, minerais, fibras alimentares e compostos protetores que ajudam a regular o organismo. Porém, as frutas contém açúcar, frutose.

Dessa forma, o consumo excessivo de frutas pode elevar a glicose sanguínea (açúcar no sangue), aumentando a insulina, que promove o armazenamento e acumulação de gordura.

E não é só isso, o consumo exagerado de açúcar, além de contribuir para o aumento de peso, também aumenta o risco de diabetes mellitus tipo 2, problemas cardiovasculares, aumento dos triglicéridos.

Frutas, comer ou não comer?

As frutas são super saudáveis, todas. O problema está no exagero. Por isso, quem deseja emagrecer, não deve abolir as frutas do cardápio, nenhuma delas,  apenas prestar mais atenção à quantidade e procurar privilegiar as baixo índice glicêmico sem, no entanto, abrir mão de nenhuma.

As frutas de baixo índice glicêmico por promoverem uma digestão mais lenta e liberarem menos açúcar no sangue, não vão criar picos de glicemia, por isso, devem ser privilegiadas.

Mas, no entanto, não só o índice glicêmico deve ser considerado, por exemplo, a melancia tem um índice glicêmico alto, uma média de 76 na escala de 100 pontos, mas isso não quer dizer que ela engorde e atrapalhe uma dieta, pois uma porção de uma xícara de melancia contém apenas 11 gramas de carboidratos, o que quer dizer que seriam necessárias 10 xícaras de melancia para alcançar as 100 gramas usadas para medir o índice glicêmico de um alimento.

E mais, a melancia também contém 139 gramas de água por xícara, assim como, uma pequena quantidade de fibras, ou seja, ajuda a se manter satisfeito por mais tempo.

O mais importante é variar na escolha das frutas e procurar consumi-las na sua forma natural.

Confira abaixo a lista das frutas que deve evitar (ou comer com moderação) se quiser perder peso:

  • Marmelo: Cada 100 gramas contêm 61 calorias e 12,7 gramas de açúcar;
  • Cerejas: Cada 100 gramas desta fruta significam 67 calorias e 13,3 gramas de açúcar;
  • Caqui: Cada 100 gramas desta fruta contêm 65 calorias e 14,8 gramas de açúcar;
  • Figo: Cada 100 gramas contêm 79 calorias e 16,3 gramas de açúcar;
  • Anona: Cada 100 gramas contém 82 calorias e 16,8 gramas de açúcar;
  • Uva: Cada 100 gramas de uvas significam 83 calorias e 18,6 gramas de açúcar;
  • Manga: Cada 100 gramas contém 59 calorias e 11,7 gramas açúcar;
  • Banana: Cada 100 gramas de banana significam 104 calorias e 21,8 gramas de açúcar.

Homens podem ter estrias?

Muita gente ainda desconhece o fato de que homens também podem ter estrias. Pois é, esse problema que, para muitos, é exclusivo das mulheres, na verdade, é até bem comum surgir em homens, principalmente, entre aqueles que praticam musculação.

Quem é mais atento, já deve ter visto homens, em academias, praticando exercícios exibindo estrias nos braços e no peitoral, e isso se deve ao aumento de massa muscular muito acelerado.

Também, é possível observar o surgimento de estrias no caso de homens que ganharam peso muito rápido, ou no caso de crescimento repentino, comum na adolescência.

A boa notícia é que tem como minimizá-las, sendo muito importante começar o tratamento o mais rápido possível.

Estrias nos braços

A estria nos braços é mais comum em homens que malham ou fazem algum tipo de atividade física, visando aumentar, ou ganhar, músculos nessa área, acontecendo a hipertrofia, que nada mais é que o aumento de massa muscular dos bíceps. Pois bem, o problema é que esse crescimento acaba tencionando a fibra responsável pela elasticidade da região, provocando, então, as lesões de estria.

Estria feminina x Estria masculina

Estria é a ruptura da fibra elástica, que acontece quando ela é esticada além do que pode suportar, e tanto faz se é no homem ou na mulher, o processo é o mesmo, a fibra esticou além de seu limite.

Quando está ainda no início, a estria é avermelhada, ou arroxeada, podendo, em alguns casos,  ser levemente elevada. Já, quando a estria é mais antiga, ela tem a cor branca e, as vezes, pode apresentar um certo enrugamento.

Como tratar as estrias

Para melhores resultados, o ideal é começar a tratar a estria assim que ela surgir, e sempre com acompanhamento médico, não esperar que chegue à cor branca, bem mais difícil de tratar, ao perceber o primeiro sinal de estrias, já vale a pena passar o creme Silk Skin na pele para amenizar sua aparência imediatamente.

Uma boa forma de prevenir o surgimento das estrias é procurando manter o corpo sempre hidratado.

Como muitos homens resistem á tratamentos tópicos, como passar cremes e certos hidratantes no corpo, a dica, então, é apostar em hidratantes específicos para o banho, que não deixam a pele pegajosa e podem ser enxaguados.

Outra forma de prevenir, é apostando num planejamento de ganho de massa muscular, para que não seja muito abrupto e influencie no aspecto da pele. O que adianta um corpo todo sarado e cheio de estrias, não é mesmo?

Tratamentos para cada tipo de estria

Os tratamentos para os diferentes tipos de estria não se diferenciam muito, sendo um dos processos em comum o laser fracionado.

No caso das estrias, ainda vermelhas, costumam ser indicados os infravermelhos, a luz intensa pulsada e o ácido retinoico. Lembrando que as estrias mais recentes são mais fáceis de tratar, e a cor indica que ainda há circulação sanguínea, o que já não acontece com as estrias brancas.

Já, no caso das estrias brancas, por exemplo, a função do laser fracionado é melhorar a textura da pele. Há também  os tratamentos carboxiterapia e radiofrequência.

Por fim, não tente se automedicar sozinho, para saber qual é o tratamento ideal para o seu caso,, consulte um dermatologista.


Aposte em sucos detox para emagrecer

Já pensou poder emagrecer nesse verão tomando sucos deliciosos? Pois saiba que isso é possível e é o que mostraremos nesse artigos, deliciosas receitas de sucos detox para emagrecer. Confira!

Que os sucos são nutritivos e saborosos e ainda ajudam a refrescar em dias de temperaturas altas, isso não é novidade. Porém, o que muita gente ainda não sabe é que sucos detox, também, podem ajudar a emagrecer, além de limpar e desintoxicar o organismo.

Isso acontece porque, geralmente, esses sucos detox têm pouquíssimas calorias, apesar de serem ricos em nutrientes e, assim, melhorarem o funcionamento do intestino e do fígado.

E não é só isso, os sucos detox também possuem ação antioxidante, ajudando a fortalecer o sistema imunológico e também, por serem ricos em fibras, acabam melhorando o trânsito intestinal.

Dica: Além dos sucos, vale apostar no Idealslim, um produto detox muito eficiente para perda de peso!

Mas atenção, para poder tirar o melhor proveito desses sucos detox e emagrecer, o ideal é tomar, pelo menos, 500 ml de sucos diariamente, paralelo à uma alimentação saudável, para potencializar ainda mais seus efeitos.

1. Suco detox de tomate

Ingredientes

  • 150 ml de suco de tomate pronto
  • 25 ml de suco de limão
  • Água com gás

Misture em um copo os ingredientes e adicione gelo na hora de beber. Cada copo de 250 ml de suco tem aproximadamente 20 calorias.

2. Suco de limão, laranja e alface

Ingredientes

  • Suco de 1 limão
  • Suco de 2 laranjas-lima
  • 6 folhas de alface
  • ½ copo de água

Bata no liquidificador todos os ingredientes, coe e beba a seguir, de preferência sem utilizar açúcar. Cada copo de 250 ml de suco tem aproximadamente 54 calorias.

3. Suco de couve, limão e pepino

Ingredientes

  • 1 folha de couve
  • suco de ½ limão
  • 1/3 de pepino sem casca
  • 1 maçã vermelha sem casca
  • 150 ml de água de coco

Bata todos os ingredientes no liquidificador, coe e beba a seguir, de preferência sem açúcar. Cada copo de 250 ml de suco tem aproximadamente 118,4 calorias.

4. Suco de melancia, caju e canela

Ingredientes

  • 1 fatia de média de melancia
  • Suco de 1 limão
  • 150 ml de água de coco
  • 1 colher de café de canela
  • 1 castanha de caju

Bata todos os ingredientes no liquidificador, coe e beba a seguir, de preferência sem adoçar. Cada copo de 250 ml de suco tem aproximadamente 123 calorias.

5. Suco de couve, beterraba e gengibre

Ingredientes

  • 2 folhas de couve
  • 1 colher de folhas de hortelã
  • 1 maçã, 1 cenoura ou 1 beterraba
  • 1/2 pepino
  • 1 colher de café de gengibre ralado
  • 1 copo de água

Bata todos os ingredientes no liquidificador, coe e beba a seguir. Cada copo de 250 ml de suco tem aproximadamente 147 calorias.

6. Suco de melancia e gengibre

Ingredientes

  • 3 fatias de melancia sem caroço
  • 1 colher de chá de linhaça triturada
  • 1 colher de chá de gengibre ralado

Bata todos os ingredientes no liquidificador, coe e beba a seguir, sem adoçar. Cada copo de 250 ml de suco tem aproximadamente 148 calorias.

7. Suco de abacaxi e couve

Ingredientes

  • 100 ml de água gelada
  • 1 rodela de pepino
  • 1 maçã verde
  • 1 fatia de abacaxi
  • 1 colher de chá de gengibre ralado
  • 1 colher de sobremesa de chia
  • 1 folha de couve

Bata todos os ingredientes no liquidificador, coe e beba a seguir, de preferência sem adoçar. Cada copo de 250 ml de suco tem aproximadamente 165 calorias.


Dicas certeiras para emagrecer

Decidiu emagrecer e não sabe nem por onde começar? Então, confira alguns hábitos, certeiros, para conseguir chegar lá!

Se uma de sua metas para esse ano é conseguir, finalmente, emagrecer, então, vale a pena dar uma conferida nessas dicas de hábitos que você deve adotar para conseguir chegar ao peso ideal. Confira quais são.

1 – Entender quando precisa comer

Com certeza, você já deve ter ouvido falar muito de jejum intermitente, que tem ajudado muitas famosas a emagrecer.  Essa prática envolve o hábito de jantar um pouquinho mais cedo, adiando o café da manhã. Pois é, segundo um estudo da Universidade da Califórnia, realmente, reduzir as calorias habituais nesse período pode enxugar, em média, até 1,5 kg por mês.

Porém, como tudo, o que funciona para um, pode não funcionar para o outro, por isso, é preciso aprender a escutar mais o próprio corpo,nos alimentando de acordo com suas necessidades. Até porque, outras pesquisas defendem que passar muito tempo sem colocar nada na boca pode deixar o metabolismo mais lento, afetar o humor, entre outras coisas.

Por isso, procure conhecer bem seu corpo e suas necessidades, se realmente o que sente é fome.  Para diminuir uma fome “mais do que o normal” pode ser interessante tomar Sibulmax, um emagrecedor que ajuda a controlar o apetite descontrolado.

2 – Organize seu cardápio

Investir em marmitas é uma boa alternativa para fugir das tentações. E falta de tempo não deve ser desculpa para não preparar as marmitas, já que é possível deixar tudo preparado no final de semana.

Acredite, quando você deixa para que seu cérebro, na hora da fome, decida a melhor opção de refeição, ele acaba escolhendo a mais saborosa. Por isso, procure deixar preparadas suas marmitas. E prefira pratos frios como saladas, tortas ou legumes grelhados. Combinam com nosso clima e costumam ser menos calóricas.

3 – Não jante muito tarde

Segundo estudos, quando comemos muito tarde, desregulamos nosso metabolismo — dificultando o emagrecimento. De acordo com um estudo da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, quando os alimentos são consumidos depois do jantar, o corpo fica pré-disposto a armazenar essas calorias como gordura, ao invés de queimá-las como energia. O que leva ao ganho de peso, além do aumento dos níveis de açúcar no sangue e, claro, o risco de doença crônica.

E também vale a pena prestar muita atenção no tipo de comida ingerida a cada horário do dia. Deixando a carne, por exemplo, para o almoço, e evitando-a no jantar, já que ela leva, em torno de 5 horas para ser digerida. E atenção também com os carboidratos simples, eles costumam ser muito calóricos.

4 – Aposte no mindful eating

Muito se tem falado em mindful eating, que nada mais é que a prática de alimentação consciente, que exige atenção total à comida na hora das refeições. Pois bem, embora essa prática não interfira diretamente na perda de peso, ela  ajuda a diminuir a ansiedade e os distúrbios alimentares ligados a ela.

Assim, mastigue bem e se desligue de tudo o mais enquanto estiver comendo, pois quanto menos percebemos o que colocamos na boca, mais comemos.

5 – Evite ficar contando calorias

Embora seja muito comum entre quem quer emagrecer, acredite, contar cada caloria ingerida no dia pode não ser uma boa estratégia. Em muitos casos, esse controle total acaba dando um certo desânimo e levando à falta de motivação.

Sem falar que não dá para se basear apenas em números, já que um lanche ou refeição pequena em um fast-food pode conter a mesma quantidade de calorias que uma refeição em casa, por exemplo, embora sejam bem diferentes em relação aos nutrientes, vitaminas e minerais.

Mas se, mesmo sabendo disso, você ainda quiser contar as calorias ingeridas, pelo menos, peça a ajuda de um profissional, para que ele chegue a um bom número levando em conta sua taxa metabólica basal (idade, peso, altura, sexo e estatura) e as atividades que realiza diariamente.